Dicas para comprar online com segurança e economia

Foi-se o tempo em que era necessário sair de casa e gastar tempo indo de loja em loja para encontrar um produto desejado.

As compras online, em uma crescente impressionante, vêm ganhando espaço nos últimos anos, ganhando verdadeiro protagonismo desde o início da pandemia de Covid-19.

As facilidades nas compras virtuais são diversas, como a variedade de produtos e lojas, os descontos em cupons e programas de fidelidade, a praticidade no processo de compra e o recebimento do produto em casa.

No entanto, a internet também pode ser um espaço inseguro caso o usuário não saiba se proteger.

Golpes, fraudes, roubos e outros problemas infelizmente são comuns durante ou após compras online, especialmente entre consumidores que estão fazendo as compras pela primeira vez.

Abaixo, confira dicas e saiba como aproveitar as vantagens de comprar pela internet garantindo economia e protegendo seus dados e informações pessoais.

Não faça compras em aparelhos públicos ou de terceiros

Uma das primeiras preocupações que qualquer usuário deve ter é não realizar qualquer compra em dispositivos que não sejam pessoais.

Isso significa não utilizar celulares, tablets, notebooks ou desktops públicos, como os de bibliotecas, lan houses e empresas, entre outros, ou de outras pessoas, incluindo colegas de trabalho, amigos e até mesmo familiares.

Essa recomendação é importante porque, ao fazer qualquer compra online, é necessário fornecer dados pessoais, como RG, CPF, endereço e data de nascimento, bem como dados bancários.

Essas informações, por sua vez, podem ficar salvas no dispositivo, permitindo que outras pessoas as usem não apenas para realizar outras compras, mas também para golpes e outras ações indesejadas.

Use senhas fortes

Evitar ataques e invasões a e-mails, perfis em redes sociais e contas em lojas virtuais é fundamental para fazer compras online com segurança.

Ao criar um cadastro, é indicado fugir de senhas que contenham o nome do usuário, sua data de nascimento e seu número de telefone.

Além disso, incluir caracteres especiais, criar senhas mais longas e intercalar números, letras maiúsculas e minúsculas dificulta a atuação de hackers.

A segurança dos seus dados é também uma forma de economizar, evitando golpes e fraudes.

Busque as principais informações da empresa

Para garantir uma compra segura, certifique-se sempre de que a loja online é uma empresa que existe de verdade e está em dia com todas as suas obrigações legais.

No site em que deseja comprar, busque por informações como CNPJ, endereço físico, formas de contato e reconhecimentos de organizações confiáveis, como plataformas de pagamento e comércio digital.

Cheque a segurança do site ou app

Outra ação importante é checar se a loja online é segura. Para isso, observe se há o ícone de um cadeado ao lado da barra de endereço (onde é inserida a url no formato “www.exemplo.com.br”). O símbolo confirma que aquela conexão é segura.

No caso dos aplicativos, apenas baixe e faça compras em aplicativos oficiais, reconhecidos pelas lojas de aplicativos de cada sistema operacional (App Store para iOS e Google Play Store para Android).

Priorize lojas com plataformas de pagamento conhecidas

Vai comprar em uma loja? Note as plataformas de pagamento. Uma empresa confiável mostra as plataformas aceitas e tem reconhecimento de certificadoras.

Procure por símbolos de bandeiras de cartão como a redecard, ícones de PIX e boleto, bem como selos de organizações confiáveis, como VTEX Certified, OneTrust, YourViews, eBit, entre outras.

Desconfie de preços abaixo da média

Está em busca de promoções e encontrou o produto que deseja com um preço superbarato? Desconfie. Itens com valores muito abaixo da média de mercado costumam ser usados como “isca” para golpes.

Procure bons descontos e promoções, claro, mas evite fazer a compra se o valor do produto não for condizente com uma promoção real.

Verifique a reputação da empresa

Por fim, busque informações a respeito da reputação da empresa ou loja.

Comentários nas redes sociais, notas em sites especializados em avaliações e outros espaços de classificação de redes, como a pontuação do Google Meu Negócio, podem indicar se aquele será um bom ou mau negócio — tanto em termos de segurança quanto em relação à economia.

Deixe um comentário