Saiba a diferença dos gastos entre o controle e o impulso nas compras

As compras por impulso podem causar grandes problemas financeiros. Saiba como evitá-las e passar a fazer compras controladas, sejam elas compras online ou compras presenciais.

O que são compras por impulso?

Compras por impulso são aquisições supérfluas, das quais não são uma necessidade, mas de alguma forma acabam sendo efetuadas.

O consumidor pode sair de casa tendo planejado o que vai comprar, por exemplo, ir até algum lugar, como, supermercado e ter a lista de compras.

Sair consciente do que é necessário pode ser considerado uma compra controlada, porque ele definiu quais são os itens que serão adquiridos naquela lista.

Então, quando ele vai ao estabelecimento, já tem o objetivo de compra decisivo, por isso é chamado de aquisição planejada.

Habitualmente, os itens de compras planejada são aqueles que vão gerar menor margem para a loja, ele está na lembrança do consumidor.  Então, o estabelecimento terá que colocar itens na lista do cliente.

Como colocar os itens na lista do cliente se ele a fez em casa? Será adicionado atrativos, produtos interessantes e chamativos que o consumidor, ao ver na loja, irá adicionar ao carrinho, assim formando a compra por impulso. 

Como a compra por impulso acontece?

Para que a compra por impulso aconteça, é necessário estímulos. No autosserviço, o consumidor vai com a sua lista pegando os itens, então a exposição diferenciada do produto, que gerará estímulo para a venda e impulsiona a compra.

Então no ponto de venda, crie os pontos de calor nas compras, os espaços mais nobres do cliente.

Se ainda não descobriu quais são os espaços mais nobres de sua loja, faça a jornada do cliente. Dentro da loja, veja qual é a sua caminhada, faça a analise alguns pontos, como:

  • Quais pontos ele fica mais tempo;
  • Quais pontos são mais visíveis;
  • Quais pontos a iluminação é melhor;
  • Quais pontos ele irá se direcionar primeiro.

Com base nas respostas destes pontos, pode deixar adicionar itens de impulso.

Outra forma de compras por impulso é o vendedor começar a instigar o cliente durante a compra.

Por exemplo, se o cliente vai até a loja com o objetivo de adquirir dois shorts, imediatamente o vendedor pode perguntá-lo se ele vai à praia e se não quer levar mais uma camiseta, isso pode gerar a compra por impulso.

Essa situação serve para qualquer área, pode acontecer em qualquer loja, independentemente dos produtos ou até serviços.

Outro exemplo é dentro de um hospital, se o gestor não tiver um bom controle financeiro é possível que ele não consiga controlar os lucros da organização.

Por isso, é importante buscar conhecimentos técnicos, nesse caso, procurar um curso sobre mba em gestão hospitalar ead, ajudará a gerir tanto as pessoas quanto a parte financeira.

O conhecimento acerca das finanças pode auxiliar a criar uma consciência na hora de gerir tudo, pois torna o consumidor um pouco mais consciente de suas ações.

Compras por impulso geram consequência?

As compras por impulso podem levar aos consumidores alguns problemas financeiros. Se você tem uma loja física ou virtual, você precisa ter uma boa gestão de recursos humanos e de vendas.

Afinal de contas, é necessário gerar rendas. Não é errado quando o vendedor oferece vários outros produtos, essa é a função deles.

Agora, uma coisa é ele te oferecer e outra é achar que é obrigado a comprar, se o consumidor é uma pessoa que não tem um controle financeiro, então está a um passo de cair nas propagandas.

Então o problema não está no vendedor oferecer, até porque, muitas empresas disponibilizam cursos, como gestão comercial ead para que os vendedores abordem bem o cliente, ou seja, para eles se aprofundarem e adquirirem um excelente conhecimento.

É necessário controlar os gastos, a partir deste controle que poderá gerenciar suas ações de compras. 

Cartão de crédito 

Devido à facilidade que ele proporciona aos consumidores, oferecendo compras rápidas mesmo sem ter dinheiro, o cartão de crédito é um dos principais vilões de quem quer evitar as compras por impulso, sendo assim, tome cuidado com os cartões.

A consequência dessas compras resulta no endividamento e até mesmo no nome sujo, mas além desses que já é um grande problema, poderá ter outras dores de cabeça, como comprar itens que não irá utilizar.

Outra situação recorrente é deixar de comprar algo útil, porque o dinheiro foi gasto comprando um produto que não terá serventia para você naquele momento e acabar deixando de comprar algo que estava precisando.

Estourar o limite e o cartão e ficar sem dinheiro, quando não há o controle das compras não há ideia de quanto está gastando.

Sendo assim, as chances de gastar os limites de compras do mês em alguns dias é muito grande, seja este limite do cartão ou no seu dinheiro em mãos.

Como evitar estes problemas? 

A primeira forma de evitar esses tipos de problemas, pode parecer óbvias, mas muitas pessoas ainda não fazem, que é ter o controle dos gastos

Tenha sempre todos os gastos bem anotados em uma planilha, caderno ou até mesmo aplicativo de fácil acesso, dessa forma, você saberá como anda o orçamento e poderá limitar as compras.

Evite usar cartão de crédito, todos sabemos que os cartões de créditos ajudam muito, mais cuidado, o cartão é bom quando tem um dinheiro para realizar o pagamento, o problema está em sair comprando como se a fatura não fosse chegar.

Saia de casa já sabendo o que vai comprar

Nunca deixe para decidir ao montar sua lista a caminho da loja, quando você já decidiu o que vai comprar antes de sair de casa, pode evitar muito a compra por impulso.

Porque quando estiver na loja haverá diversos outros produtos que são do seu agrado, é claro irá querer incluir em sua lista, mas se já estiver definida desde casa, será mais difícil de acontecer.

O que mais vale é o controle financeiro, busque sempre gastar o valor de seu orçamento por mês, dessa forma, você sempre vai ficar no azul, se necessário, procure pela melhor faculdade de gestão financeira, seja para gerenciar negócios físicos ou jurídicos.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog It Business Fórum, site voltado para a veiculação de conteúdos relevantes sobre negócios, startups e estratégias para pequenas, médias e grandes empresas.

Deixe um comentário