Qual a importância da tecnologia para cidades sustentáveis?

A tecnologia tem um papel muito importante nas cidades sustentáveis, e sustentabilidade é um conceito que está muito além dos impactos ambientais provocados pelo crescimento e a evolução dos grandes centros urbanos.

Ela também envolve os aspectos sociais, por isso, é tão fundamental contar com todos os recursos tecnológicos disponíveis para garantir cidades cada vez mais ecológicas e socialmente responsáveis.

De acordo com um levantamento realizado pela Universidade de São Paulo (USP), a tecnologia é uma nova maneira de organizar e produzir nos grandes centros urbanos, e se tornou necessária para a sociedade.

A tecnologia digital de computação e telecomunicação é capaz de modificar a maneira como as interações sociais acontecem, trazendo mais eficiência e organização na produção. E o papel do marketing digital nos dias atuais é uma dessas tecnologias fundamentais, quando falamos de vendas na internet, por exemplo.

Um exemplo do uso de recursos tecnológicos são as centrais de monitoramento e controle de caráter urbano usadas no Rio de Janeiro que ajudam a visualizar acontecimentos em tempo real. Dessa forma, fica mais fácil localizar e solucionar os problemas.

No entanto, a tecnologia pode atuar de várias outras formas, por isso, este texto vai mostrar como colabora com a gestão eficiente de recursos naturais e como é capaz de contribuir para a redução da poluição.

Também vai explicar como os recursos tecnológicos promovem a mobilidade urbana sustentável e as principais soluções tecnológicas para melhorar a segurança da cidade.

A tecnologia na gestão de recursos naturais

As tecnologias verdes controlam as emissões de poluentes e incentivam o uso de outros recursos tecnológicos de desenvolvimento limpo.

Entre os exemplos estão a captura de gás em aterros sanitários, tratamento de dejetos suínos, reaproveitamento de biogás, troca de combustíveis, geração de energia por fontes renováveis e compostagem de resíduos sólidos urbanos.

Uma empresa de remoção de paciente pode utilizar veículo elétrico para reduzir a poluição, assim como as grandes cidades podem investir em recursos para a geração de metano a partir de resíduos orgânicos.

Também existem tecnologias voltadas para a pirólise de resíduos, bem como florestamento e reflorestamento em áreas degradadas.

Para colocar tudo isso em prática, é necessário seguir os critérios do ESG (Environmental, Social and Governance).

Eles são tão importantes que cidades e empresas que não seguirem as orientações podem perder espaço no mercado financeiro e de investimentos.

Isso porque as pessoas estão cada vez mais preocupadas com questões relacionadas à responsabilidade social e à atitude das organizações em relação ao meio ambiente.

Os governos também precisam se atentar a isso e investir em recursos que minimizam problemas dentro das grandes cidades e ainda protegem os recursos naturais.

O papel da tecnologia na redução da poluição

Diversas empresas de variados setores, como automotivo, metalúrgico e de energia, estão inovando seus produtos e processos para reduzir a emissão de gases de efeito estufa.

Por exemplo, o rastreamento de frotas com tecnologia GPS pode reduzir o trajeto percorrido pelos veículos e com isso diminuir o uso de combustível.

Assim como existem os veículos elétricos, também já está sendo desenvolvido um reservatório de gasolina para dar partida em veículos flex, por meio de uma inovação estrutural no virabrequim.

O recurso acaba por reduzir o gasto de combustível, mas também existem estudos voltados para criação de sistema multicombustível para aviões de pequeno porte, além de plataformas inteligentes para o gerenciamento de eletricidade.

Entretanto, também existem outras tecnologias que já estão presentes no mercado e ajudam a reduzir a poluição, como no caso dos carros e caminhões elétricos.

São veículos que não emitem gases, e por isso não influenciam o meio ambiente de maneira negativa. O uso desse recurso por parte das pessoas e empresas reduzem o dióxido de carbono, monóxido de carbono e óxido de nitrogênio. Outras opções são:

  • Captura e armazenamento de carbono;
  • Fazendas verticais;
  • Energia solar;
  • Reciclagem.

A empresa com a qual o usuário pode conversar sobre troca de embreagem preço pode investir na captura e armazenamento de carbono, pois esse subterfúgio consegue capturar commodities industriais, como plásticos, cimento e carvão.

A captura e o armazenamento seguro desses materiais os levam até um local de armazenamento apropriado, o que reduz as emissões de gases do efeito estufa.

Os jardins instalados em fazendas e edifícios verticais já são adotados por muitas empresas do agronegócio, e ajudam a economizar energia.

Eles não dependem de uma rotina de rega que acaba desperdiçando água, economizam energia para aquecer ou resfriar o ambiente e ainda reduzem a poluição auditiva.

A energia solar é um dos sistemas mais pesquisados e utilizados atualmente, por essa razão, também são cada vez mais financeiramente acessíveis.

Em países quentes, essa modalidade é ainda mais útil e consegue reduzir a dependência de energia proveniente de combustíveis fósseis por milhões de pessoas no mundo todo.

Uma companhia especializada em impermeabilização de piso laminado pode reduzir os resíduos utilizados no cotidiano por meio da reciclagem e da gestão de resíduos.

Já existem diversas tecnologias disponíveis que evitam a contaminação do solo dos lençóis freáticos, eliminando o descarte sem devidos.

Trata-se de uma inovação indispensável, uma vez que 60% do lixo comum ainda é feito de resíduos eletrônicos que contaminam o meio ambiente.

O papel da tecnologia na mobilidade urbana

Já existem recursos tecnológicos que tornam a mobilidade urbana mais sustentável, e um bom exemplo disso são os veículos compartilhados.

Existem plataformas e aplicativos para aluguel de carros por determinado período, o que ressignifica o uso e prioriza a locomoção das pessoas.

É uma solução muito útil para pessoas que não fazem uso contínuo dos automóveis, mas que precisam se locomover com facilidade.

A inteligência artificial também é uma forte aliada para melhorar a mobilidade urbana e torná-la mais sustentável. Em muitos países da Ásia, é feito o gerenciamento inteligente do tráfego, além de controle de semáforos e monitoramento de câmeras.

A frota de um fabricante de perfilado liso 38 x 38 pode contar com o monitoramento e a coleta de informações em tempo real, assim como os governos podem usar esses recursos para repassar informações aos cidadãos.

É uma forma de avisar sobre o horário exato de ônibus e facilitar o cotidiano dos moradores. Caso ocorra uma suspensão em massa do transporte coletivo, o transporte público deixaria de ser acessível a todos.

Por causa disso, já existem recursos tecnológicos que trazem alternativas para ônibus e metrô, como táxis e aplicativos, além de um grande investimento no transporte coletivo.

Soluções para a segurança das cidades

Já existem vários recursos tecnológicos que aumentam a segurança nas grandes cidades, como no caso da biometria. Essa tecnologia protege os cidadãos, eleva os padrões de identificação e promove uma autenticação segura.

Dentro de um negócio de um pintor comercial , esse recurso é usado na entrada e saída de colaboradores, mas pode ser muito útil para reforçar a proteção das pessoas nas cidades inteligentes.

A biometria funciona por meio do reconhecimento facial, reconhecimento de íris, reconhecimento de voz, entre outras possibilidades.

Além de ser uma identificação simples, ainda consegue trazer uma visão em tempo real, por meio de sistemas de reconhecimento de matrículas, aplicações móveis e reconhecimento facial.

Já os sensores de internet das coisas são capazes de prevenir roubos e reduzir acidentes naturais. Os sensores de luminosidade, por exemplo, ajudam a mapear áreas de risco.

Eles capturam níveis de luz em diferentes regiões e ajudam a identificar os locais onde a segurança precisa ser reforçada.

Assim como um empreendimento que vende piercing de pressão umbigo pode usar sensores de incêndio, as grandes cidades podem usar recursos para identificar umidade e temperatura que podem indicar situações anormais.

É uma forma de responder ativamente a condições climáticas adversas, como incêndios e inundações, o que ajuda a salvar vidas e reduzir os danos materiais.

Para que a coleta e análise de dados sejam rápidas, nas cidades podem investir em recursos que impulsionam as redes e conexões. Eles são muito úteis para pessoas que precisam de conectividade em momentos específicos.

A tecnologia 5G é o maior exemplo disso, pois sua capacidade de transmissão de dados veloz o que torna a operação das cidades inteligentes muito mais eficaz.

Em breve, estará disponível para pessoas e empresas, como um fabricante de ribbon zebra P310 . Também é fundamental para a conectividade em locais fechados, como áreas de grande aglomeração, onde a comunicação móvel é desafiadora.

Considerações finais

As cidades inteligentes estão mudando a maneira como as pessoas vivem nos grandes centros urbanos, e ao longo dos anos, vão tomando uma proporção cada vez maior.

No entanto, isso só é possível por conta dos avanços tecnológicos e de recursos que facilitam a mobilidade urbana, a segurança e a sustentabilidade.

Com a chegada da conexão 5G, as cidades estarão cada vez mais conectadas e poderão usufruir de vários recursos que facilitam o dia a dia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento , onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário