Homens também falam sobre sua saúde

Uma pesquisa realizada pelo Datafolha, em parceria com a startup Omens, revelou que 45% dos brasileiros tiveram uma redução no número de relações sexuais durante a pandemia de Covid-19. Para 33% a frequência ficou igual e para 22% aumentou.

O levantamento aponta que 36% dos entrevistados também diminuíram a frequência de masturbação. Cerca de 43% disseram que está consumindo menos pornografia.

Visão geral

O que é disfunção erétil? A disfunção erétil é a incapacidade de obter e manter uma ereção firme o suficiente para o sexo.

Ter problemas de ereção de vez em quando não é necessariamente motivo de preocupação. Se a disfunção erétil é um problema contínuo, no entanto, pode causar estresse, afetar sua autoconfiança e contribuir para problemas de relacionamento.

Problemas para obter ou manter uma ereção também podem ser um sinal de uma condição de saúde subjacente que precisa de tratamento e um fator de risco para doenças cardíacas.

Se você está preocupado com a disfunção erétil, converse com um médico urologista, mesmo que esteja envergonhado.

Às vezes, tratar uma condição subjacente é suficiente para reverter a disfunção erétil. Em outros casos, medicamentos, suplementos, vitaminas e minerais essenciais como o Magnésio Dimalato ou até mesmo outros tratamentos diretos podem ser necessários.

Sintomas

Os sintomas de disfunção erétil podem incluir persistente:

  • problemas para obter uma ereção;
  • problemas para manter uma ereção;
  • redução do desejo sexual.

Quando consultar um médico?

Um médico urologista é um bom lugar para começar quando você tem problemas de ereção. Consulte o seu médico se:

  •  Você tem preocupações sobre suas ereções ou está enfrentando outros problemas sexuais, como ejaculação precoce ou retardada;
  • Você tem diabetes, doença cardíaca ou outra condição de saúde conhecida que pode estar ligada à disfunção erétil;
  • Você tem outros sintomas junto com disfunção erétil;

Causas

A excitação sexual masculina é um processo complexo que envolve o cérebro, hormônios, emoções, nervos, músculos e vasos sanguíneos. A disfunção erétil pode resultar de um problema com qualquer um deles. Da mesma forma, o estresse e as preocupações com a saúde mental podem causar ou piorar a disfunção erétil.

Às vezes, uma combinação de problemas físicos e psicológicos causa disfunção erétil. Por exemplo, uma condição física menor que retarda sua resposta sexual pode causar ansiedade em manter uma ereção. A ansiedade resultante pode levar ou piorar a disfunção erétil.

  1. Causas físicas da disfunção erétil

Em muitos casos, a disfunção erétil é causada por algo físico. Causas comuns incluem:

  • Doença cardíaca;
  • Vasos sanguíneos obstruidos (aterosclerose);
  • Colesterol alto;
  • Pressão alta;
  •  Diabetes;
  •  Obesidade;
  • Síndrome metabólica – uma condição que envolve aumento da pressão arterial, altos níveis de insulina, gordura corporal ao redor da cintura e colesterol alto;
  • Mal de Parkinson;
  •  Esclerose múltipla;
  • Certos medicamentos prescritos;
  • Uso do tabaco;
  •  Doença de Peyronie – desenvolvimento de tecido cicatricial dentro do pênis;
  •  Alcoolismo e outras formas de abuso de substâncias;
  • Distúrbios do sono;
  •  Tratamentos para câncer de próstata ou próstata aumentada;
  • Cirurgias ou lesões que afetam a área pélvica ou a medula espinhal;
  •  Baixa testosterona;
  1. Causas psicológicas da disfunção erétil

O cérebro desempenha um papel fundamental no desencadeamento da série de eventos físicos que causam uma ereção, começando com sentimentos de excitação sexual. Várias coisas podem interferir nos sentimentos sexuais e causar ou piorar a disfunção erétil. Esses incluem:

  • Depressão, ansiedade ou outras condições de saúde mental;
  • Estresse;
  • Problemas de relacionamento devido ao estresse, má comunicação ou outras preocupações;

Fatores de risco

À medida que você envelhece, as ereções podem demorar mais para se desenvolver e podem não ser tão firmes. Você pode precisar de um toque mais direto no seu pênis para obter e manter uma ereção.

Vários fatores de risco podem contribuir para a disfunção erétil, incluindo:

  • Condições médicas: Particularmente diabetes ou doenças cardíacas
  • O uso do tabaco: Que restringe o fluxo sanguíneo para as veias e artérias, pode causar condições crônicas de saúde que levam à disfunção erétil
  • Estar acima do peso: Especialmente se você é obeso
  • Certos tratamentos médicos: Como cirurgia de próstata ou tratamento de radiação para câncer
  •  Lesões: Principalmente se danificarem os nervos ou artérias que controlam as ereções
  • Medicamentos: Incluindo antidepressivos, anti-histamínicos e medicamentos para tratar pressão alta, dor ou condições da próstata
  •  Condições psicológicas: Como estresse, ansiedade ou depressão
  • Uso de drogas e álcool: Especialmente se você for um usuário de drogas a longo prazo ou um bebedor pesado

Complicações

As complicações resultantes da disfunção erétil podem incluir:

  • Uma vida sexual insatisfatória;
  • Estresse ou ansiedade;
  • Constrangimento ou baixa autoestima;
  •  Problemas de relacionamento;
  •  A incapacidade de engravidar seu parceiro;

Prevenção

A melhor maneira de prevenir a disfunção erétil é fazer escolhas de estilo de vida saudáveis ​​e gerenciar quaisquer condições de saúde existentes. Por exemplo:

  • Trabalhe com seu médico para gerenciar diabetes, doenças cardíacas ou outras condições crônicas de saúde.
  • Consulte o seu médico para exames regulares e testes de triagem médica.
  • Pare de fumar, limite ou evite o álcool e não use drogas ilegais.
  • Exercite-se regularmente.
  • Tome medidas para reduzir o estresse.

Procure ajuda médica: o tratamento varia!

Tratamentos naturais

Com qualquer pesquisa rápida pela internet, conseguimos encontrar alguns suplementos que dizem curar problemas de ereção naturalmente. Mas o problema é que muitos deles não têm nenhuma ou tem pouquíssimas pesquisas que comprovam sua eficácia.

No entanto, felizmente existem alguns suplementos que parecem ser seguros e têm alguma eficácia comprovada, de acordo com estudos. Normalmente eles podem dar uma força em casos em que a disfunção erétil é provocada por questões hormonais ou por fatores psicológicos. Alguns exemplos são: ginseng e vitamina E, arginina, ioimbina e Tribulus terrestris.

Este último tratamento principalmente, o tribulus: diversos estudos mostraram um efeito significativo na ereção do paciente!

Se você quer saber como tomar Tribulus terrestris, procure a orientação de um urologista especializado em saúde sexual, que poderá te prescrever o melhor fitoterápico.

Remédios para ereção

Todos os medicamentos para ereção relaxam os músculos e aumentam o fluxo sanguíneo no pênis, tornando as ereções mais fáceis de se obter e manter. Dentre eles, temos: avanafil (stendra), sildenafil (viagra), tadalafil (cialis), vardenafila (levitra).

Todos esses remédios funcionam de forma semelhante. No entanto, existem diferenças sutis no tempo em que eles se mantêm agindo no organismo e na rapidez com que eles começam a fazer efeito.


Mas lembre-se: pacientes que sofrem de disfunção erétil devem primeiro ser avaliados para verificar a presença de condições físicas e psicológicas subjacentes.

Se o tratamento das condições subjacentes não ajudar, medicamentos e dispositivos auxiliares, como bombas, poderão ser prescritos. Obtenha ajuda para ansiedade, depressão ou outros problemas de saúde mental.

Deixe um comentário